Depois de muito tempo sem postar nada aqui no Blog volto a mostrar a cara. Projetos como este que vos apresento agora foram motivos para eu estar ausente. Sem mais delongas vamos ao que interessa…

No dia 09 de Abril de 2011, depois do FLISOL-CE, a comissão organizadora (inclusive este que vos “fala”) do dito evento, resolveu criar um instituto que fomentasse iniciativas livres, crescimento sustentável, e inclusão sócio-digital.

Com os objetivos definidos começamos a busca pelos parceiros. Apesar de menos de um ano de criação, o Instituto já realizou alguns feitos que merecem destaque.

O governo federal lançou um edital para investir em cidades digitais. Várias cidades do Brasil concorreram e nosso estado nove se inscreveram. As nove tiveram seus projetos assessorados pelo Instituto. Uma delas, Cascavel, encontra-se  em fase final e provavelmente será beneficiada pelo projeto. Para mensuramos o feito, a empresa multinacional Telefônica, gigante das telecomunicações, assessorou cerca de 40 cidades do interior paulista. Nenhuma das cidades assessoradas pela empresa conseguiu chegar a fase final. Isso mostra a força de pessoas capacitadas e focadas nos seus objetivos.

Na cidade de Redenção (que possui esse nome porque foi a primeira cidade brasileira a abolir a escravidão) o Instituto encontra sintonia de objetivos com a juventude. Cada vez mais capacitada, a juventude de Redenção se faz presente na busca por uma inclusão cada vez maior de sua população no universo tecnológico e digital.

Na capital, o Instituto busca apoio tanto no poder público quanto na iniciativa privada. Pessoas como o professor Ivan Oliveira, Manuel Muniz Neto e Vicente Blum que possuem acesso à conversas com a PMF facilitam que o Instituto possa atuar e cumprir com seus objetivos.

Para o ano de 2012 muitas novidades e eventos serão incorporadas ao calendário de atividades do Instituto. Uma delas é o SMDay e o conceito de Crowdfounding. Em breve, Fortaleza (e depois nosso estado) conhecerão de perto esses conceitos que cada vez mais estão presentes na área de TI.

É importante salientar que esse Instituto é feito por pessoas para pessoas. Seus integrantes são aguerridos e lutadores visando por em prática ações que culminem no cumprimento dos objetivos definidos. O ano de 2011, ano de estréia, foi bom. O ano que se aproxima será muito melhor, com novidades, empenho, luta, mudanças no setor de TI do nosso estado e quebra de paradigmas.

Podem esperar que muita coisa boa vem por ai…

Em breve volto a escrever mais sobre o Instituto e sobre suas ações!

Um cordial abraço a tod@s, um ótimo Natal e um 2012 repleto de realizações!

Anúncios